Publicado em 26 de fevereiro de 2018 no LinkedIn, por João Torres

Constantemente pedem-me números para justificar a importância da diversidade para as companhias. Já examinei várias pesquisas com essas estatísticas e cada dia surgem mais.

Resolvi fazer aqui um apanhado desses números para ajudá-los a justificar dentro das suas empresas que Diversidade importa… e que ela dá resultados.

Mas o que realmente significa: “Diversidade dá resultado”? Significa que, uma vez bem estruturada, contextualizada e alinhada à estratégia de negócio de cada empresa, é possível auferir resultados mensuráveis positivos para a companhia, como por exemplo: aumento nos lucros, no EBIT, na produtividade, na fidelidade à marca, na inovação e na conquista de novos mercados.

Em decorrência disso, limitei-me aqui a falar de negócio, deixando a perspectiva social para um próximo ensaio. Vamos a alguns números (as fontes estarão no final do artigo):

  1. As empresas best-in-class para a diversidade étnico-racial são 35% mais propensas a ter retornos financeiros acima das respectivas medianas nacionais da indústria;
  2. As empresas best-in-class para a diversidade de gênero são 15% mais propensas a ter retornos financeiros acima das respectivas medianas nacionais da indústria;
  3. As empresas que menos avançaram, tanto para o gênero quanto para a etnia e raça, são estatisticamente menos propensas a obter retornos financeiros acima da média do que as empresas médias no conjunto de dados;
  4. Nos Estados Unidos, existe uma relação linear entre a diversidade étnico-racial e o melhor desempenho financeiro: por cada aumento de 10% na diversidade racial e étnica na equipe sênior-executiva, o lucro antes de juros e impostos (EBIT) aumenta 0,8%;
  5. diversidade étnico-racial tem um impacto mais forte no desempenho financeiro nos Estados Unidos do que a diversidade de gênero, talvez porque os esforços anteriores para aumentar a representação das mulheres nos altos níveis de negócios já produziram resultados positivos;
  6. No Reino Unido, uma maior diversidade de gênero na equipe executiva sênior correspondeu à maior elevação de desempenho em nosso conjunto de dados: por cada aumento de 10% na diversidade de gênero, o EBIT aumentou 3,5%;
  7. Embora certas indústrias tenham melhor desempenho na diversidade de gênero e outras indústrias sobre a diversidade étnica e racial, nenhuma indústria ou empresa está no quartil superior em ambas as dimensões;
  8. A desigualdade de desempenho das empresas da mesma indústria e do mesmo país implica que a diversidade é um diferencial competitivo que desloca a participação de mercado para empresas mais diversas;
  9. Retorno sobre o Patrimônio Líquido: Em média, as empresas com maior porcentagem de conselheiras superaram as demais em pelo menos 53%;
  10. Retorno nas vendas: Em média, as empresas com maiores percentuais de diretores de empresas mulheres superaram as demais em pelo menos 42%;
  11. Retorno sobre Capital Investido: Em média, as empresas com maiores percentuais de conselheiras apresentaram desempenho superior a 66% quando comparadas com as demais;
  12. As equipes inclusivas superam as demais (não-inclusivas) em 80% nas avaliações baseadas no desempenho em equipe;
  13. Quando os funcionários pensam que sua organização está altamente empenhada e favorável à diversidade, e eles se sentem altamente incluídos, então têm 80% mais chances de concordar que eles trabalham em uma organização de alto desempenho;
  14. Empregados de empresas com programas de diversidade são 45% mais prováveis de reportar um crescimento na participação de mercado em relação ao ano anterior e 70% mais provável de reportar que a empresa capturou um novo mercado;
  15. O poder de compra estimado da população LGBT nos Estados Unidos é de 917 Bilhões de Dólares Americanos;
  16. 95% dos líderes acreditam que uma cultura de diversidade e inclusão gera inovação;
  17. Uma média de 80% dos millenials consideram importante políticas de D&I na escolha de qual empresa irão trabalhar. Em 2020 eles já serão mais de 50% da força de trabalho do mercado;
  18. As empresas que atingiram 50%/50% (homens/mulheres) em todos os níveis hierárquicos conseguiram obter ganhos de até 41% em aumento de lucro;
  19. Quando uma empresa sai do zero e passa a ter 30% de líderes mulheres, ela observa um aumento na margem de lucro de 15%;
  20. 15% de todas as pessoas do mundo vivem com algum tipo de deficiência e nos EUA isso representa mais de 200 Bilhões de dólares em poder de compra.

Infelizmente ainda temos pouquíssimas pesquisas sendo feitas a âmbito nacional brasileiro. A grande maioria ainda são números importados dos Estados Unidos, por esse motivo todas as pesquisas encontram-se no idioma inglês.

Apesar disso, as pesquisas supracitadas já mostram a relevância do porquê de se investir em Diversidade & Inclusão. Além de ser a coisa certa a fazer, ainda dá resultado… e muito!

 

Fontes:

1, 2, 3, 4, 5, 6, 7 e 8 – https://www.mckinsey.com/business-functions/organization/our-insights/why-diversity-matters

9, 10 e 11 – http://www.catalyst.org/media/companies-more-women-board-directors-experience-higher-financial-performance-according-latest

12 e 13 –https://www2.deloitte.com/content/dam/Deloitte/au/Documents/human-capital/deloitte-au-hc-diversity-inclusion-soup-0513.pdf

14 – https://hbr.org/2013/12/how-diversity-can-drive-innovation

15, 16, 17, 18, 19 e 20 – http://diversity.comcast.com/top-10-reasons-you-should-care-about-diversity-inclusion

 

 

 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *
You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>